[CHECKLIST Rápido] – 7 elementos-chaves para turbinar sua lista de E-mail

Você tem uma lista de e-mails, construiu uma sólida relação com sua audiência e deseja estreitar cada vez mais esse relacionamento. Ou o objetivo é construir uma lista de clientes que confiem em você e no seu produto e que mais do que comprar suas ofertas, indiquem para amigos, familiares e conhecidos.

Seja qual for sua meta, você já deve saber como é difícil capturar a atenção das pessoas para que elas abram, leiam e cliquem nos links dos seus e-mails.

Existem algumas estratégias-chave para garantir um relacionamento duradouro e melhorar a sua taxa de abertura, mas a regra de ouro é: tenha um produto excelente.

Isto é essencial se você deseja que as pessoas se tornem seus clientes e permaneçam seus clientes. Você até pode ter uma boa “copy” que será suficiente para levar seus clientes a uma compra, mas se o seu produto for ruim você não conseguirá manter compradores que retornem e que divulguem seu produto.

Agora você tem um CHECKLIST prático que possui todos os elementos que você precisa verificar antes de apertar o <Enviar> do seu próximo email:

# 1 – Título de email – o título precisa incentivar seu leitor a abrir seu e-mail. Este é o primeiro e mais difícil obstáculo que você deve superar com sua “copy”.

Seu título indica senso de urgência, escassez, especificidade, números? Use o que puder para garantir a atenção. Existem inúmeros gatilhos mentais que podem ajudar nessa tarefa.

Para mim um exemplo matador é:  “Abra APENAS se você [substitua aqui por qualquer frase que deixe você excluído de um grupo ou promoção ou informação]”. A curiosidade por saber o que estou perdendo é altamente persuasiva.

Uma boa estratégia de aprendizado é ficar alerta nos títulos de emails que mais chamam a SUA atenção. O que eles tem em comum? Quais os elementos eles oferecem?

A partir dessa observação incorpore esses elementos “atraentes” nos seus títulos.

# 2 – Subheadline – um subtítulo muitas vezes é a primeira frase do corpo do seu e-mail.  Junto com a headline, deve despertar muito interesse e incentivar a pessoa a querer ler mais. A subheadline oferece a oportunidade de fortalecer o interesse já despertado pela headline. Mostrar um forte benefício do produto através da subheadline pode ser uma boa estratégia na direção de que o cliente permaneça interessado.

# 3 – Cumpra a promessa – título e subtítulo são as peças responsáveis pela abertura do seu email. Garantido isso, não há absolutamente nada MAIS IMPORTANTE do que entregar o que foi prometido no título. Mais do que frustrante não receber algo prometido, é a sua Autoridade em jogo. São semanas para se construir uma relação de confiança e apenas uma promessa não cumprida para que esse relacionamento seja perdido.

# 4 – Objetivo – a meta do seu e-mail, mesmo que seja um e-mail de oferta, não é vender diretamente um produto. Em vez disso, você deve gerar um enorme interesse em seu produto, o interesse suficiente para encorajar o cliente a clicar no e-mail ou em algum link que leve para uma página de vendas. Ainda que seja um email de oferta lembre-se que o relacionamento duradouro garante novas futuras vendas.

# 5 – Links – se seu email contém links (para baixar um ebook ou assinar sua news ou outro objetivo) oferecer os links em diferentes áreas do email (início, meio e fim), principalmente em emails longos.

# 6 – Seja pessoal – escreva simples, use a linguagem do seu público (para isso você já deve ter feito o “dever de casa” e identificado seu público, seu nicho, até mesmo seu Cliente Ideal) e tente ser o mais pessoal possível.

“Oi <nome do cliente>” é muito mais persuasivo do que um simples “Oi”.

# 7 – Chamada para ação (botão de CTA) – fazendo ou não uma oferta, seu email deve sempre incluir um chamado encorajador para uma ação. Se você está tentando fazer uma venda ou compartilhar conteúdo, você deve querer algum tipo de ação em resposta. Clientes que consomem conteúdos de qualidade estão mais propensos a voltar e a pagar pelo seu produto.

Agora você já tem os elementos mais essenciais para escrever um email que será lido, aberto e clicado.

No próximo email já sabe: checklist na mão e é só conferir a taxa de abertura. 😉

About the Author Claudia Macena